BRGames abre inscrições até 25 de junho, para a primeira edição

19 05 2009
BRGames abre inscrições até 25 de junho, para a primeira edição
Carlos Rocha
A Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura quer incentivar a pesquisa na área de jogos de computador e entretenimento digital, fortalecendo essa indústria e ampliando o mercado no Brasil e no exterior. Os dois editais lançados anteriormente – com o nome de Jogos BR – estimularam, principalmente, a produção dos demos.  O BR Games quer continuar investindo na produção, mas também aposta na criatividade dos novos talentos e das empresas do setor para conquistar e ampliar o mercado interno, além de inserir os 10 jogos selecionados em um dos principais eventos internacionais desse segmento.
O edital é voltado para estudantes, profissionais autônomos e empresas da área, com os seguintes prêmios: Pessoas Físicas: R$ 70.000,00 para cada um dos sete (7) demos selecionados. Os escolhidos deverão abrir uma pequena empresa ou firmar acordos de coprodução. Empresas: R$ 140.000,00 para cada um dos três (3) demos escolhidos. Desse valor, 80% serão viabilizados por investimento público e 20% por contrapartida das empresas vencedoras, que para inscrever-se devem comprovar a publicação de ao menos um jogo. Os valores serão liberados conforme os selecionados forem cumprindo o cronograma das etapas de entrega dos demos.
Segundo o Secretário do Audiovisual, Silvio Da Rin, os jogos eletrônicos se transformaram em uma espécie de febre mundial. “Há jogos que vendem mais de 3 milhões de unidades somente no dia do lançamento. É um fenômeno que afeta todas as idades, mas a infância e a juventude, cidadãos em fase de formação, são os alvos prioritários de nossa atenção. Os avatares, os heróis dos jogos em circulação na web e nas lojas não têm relação alguma com as paisagens, mitos e narrativas brasileiras”.
Para ele, é muito importante estimular aqueles que trabalham com arte eletrônica e animação a produzirem demos jogáveis mais integrados à realidade brasileira, capazes de gerar um sentimento de pertencimento à cultura nacional. “O objetivo final do concurso BR Games é levar os projetos desenvolvidos aos mercados internacionais especializados, para que possam ser negociados e publicados por alguns dos poucos fabricantes que dominam este mercado, um dos mais lucrativos das indústrias criativas e de entretenimento”, explica.
Para participar é necessário o envio de uma proposta escrita conforme modelo disponível para consulta no link: http://www.brgames2009.com.br. Ela será avaliada por uma comissão integrada por profissionais do segmento de jogos de computador e entretenimento digital. Em uma segunda etapa, 20 projetos serão selecionados para uma defesa oral. Desses sairão os dez vencedores, que terão seis meses para trabalhar no desenvolvimento final.
A nova versão do Edital de Jogos Eletrônicos – BrGames – é uma parceria entre a Secretaria do Audiovisual (SAv/MinC), Secretaria de Políticas Culturais (SPC/MinC) e Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (SOFTEX), com o apoio da Associação Brasileira de Desenvolvedoras de Jogos Eletrônicos (Abragames).
* Com dados do Minc

Carlos Rocha

A Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura quer incentivar a pesquisa na área de jogos de computador e entretenimento digital, fortalecendo essa indústria e ampliando o mercado no Brasil e no exterior. Os dois editais lançados anteriormente – com o nome de Jogos BR – estimularam, principalmente, a produção dos demos.  O BR Games quer continuar investindo na produção, mas também aposta na criatividade dos novos talentos e das empresas do setor para conquistar e ampliar o mercado interno, além de inserir os 10 jogos selecionados em um dos principais eventos internacionais desse segmento.

O edital é voltado para estudantes, profissionais autônomos e empresas da área, com os seguintes prêmios: Pessoas Físicas: R$ 70.000,00 para cada um dos sete (7) demos selecionados. Os escolhidos deverão abrir uma pequena empresa ou firmar acordos de coprodução. Empresas: R$ 140.000,00 para cada um dos três (3) demos escolhidos. Desse valor, 80% serão viabilizados por investimento público e 20% por contrapartida das empresas vencedoras, que para inscrever-se devem comprovar a publicação de ao menos um jogo. Os valores serão liberados conforme os selecionados forem cumprindo o cronograma das etapas de entrega dos demos.

Segundo o Secretário do Audiovisual, Silvio Da Rin, os jogos eletrônicos se transformaram em uma espécie de febre mundial. “Há jogos que vendem mais de 3 milhões de unidades somente no dia do lançamento. É um fenômeno que afeta todas as idades, mas a infância e a juventude, cidadãos em fase de formação, são os alvos prioritários de nossa atenção. Os avatares, os heróis dos jogos em circulação na web e nas lojas não têm relação alguma com as paisagens, mitos e narrativas brasileiras”.

Para ele, é muito importante estimular aqueles que trabalham com arte eletrônica e animação a produzirem demos jogáveis mais integrados à realidade brasileira, capazes de gerar um sentimento de pertencimento à cultura nacional. “O objetivo final do concurso BR Games é levar os projetos desenvolvidos aos mercados internacionais especializados, para que possam ser negociados e publicados por alguns dos poucos fabricantes que dominam este mercado, um dos mais lucrativos das indústrias criativas e de entretenimento”, explica.

Para participar é necessário o envio de uma proposta escrita conforme modelo disponível para consulta no link: http://www.brgames2009.com.br. Ela será avaliada por uma comissão integrada por profissionais do segmento de jogos de computador e entretenimento digital. Em uma segunda etapa, 20 projetos serão selecionados para uma defesa oral. Desses sairão os dez vencedores, que terão seis meses para trabalhar no desenvolvimento final.

A nova versão do Edital de Jogos Eletrônicos – BrGames – é uma parceria entre a Secretaria do Audiovisual (SAv/MinC), Secretaria de Políticas Culturais (SPC/MinC) e Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (SOFTEX), com o apoio da Associação Brasileira de Desenvolvedoras de Jogos Eletrônicos (Abragames).

* Com dados do Minc

Anúncios




Inscrições no edital do Programa do Patrimônio podem ser feitas até dia 19

17 05 2009
Inscrições no edital do Programa do Patrimônio podem ser feitas até dia 19
Agência Brasil
Pessoas que desenvolvem atividades para preservar o patrimônio imaterial brasileiro podem inscrever seus projetos no Edital do Programa Nacional do Patrimônio até o dia 19 de junho. As atividades  precisam documentar ou melhorar as condições de sustentabilidade dos saberes, modos de expressão, festas, rituais, celebrações, lugares e espaços que abrigam práticas culturais coletivas vinculadas às tradições das comunidades afro-brasileiras, indígenas, ciganas e de descendentes de imigrantes, entre outras.
Os recursos disponíveis no edital são da ordem de R$ 735 mil. Mais informações no endereço http://www.iphan.gov.br.

Agência Brasil

Pessoas que desenvolvem atividades para preservar o patrimônio imaterial brasileiro podem inscrever seus projetos no Edital do Programa Nacional do Patrimônio até o dia 19 de junho. As atividades  precisam documentar ou melhorar as condições de sustentabilidade dos saberes, modos de expressão, festas, rituais, celebrações, lugares e espaços que abrigam práticas culturais coletivas vinculadas às tradições das comunidades afro-brasileiras, indígenas, ciganas e de descendentes de imigrantes, entre outras.

Os recursos disponíveis no edital são da ordem de R$ 735 mil. Mais informações no endereço http://www.iphan.gov.br.





Caixa assina contrato de patrocínio de quase R$ 500 mil com o Museu do Homem Americano

17 05 2009
Caixa assina contrato de patrocínio de quase R$ 500 mil com o Museu do Homem Americano
Carlos Rocha
O Superintendente Regional da CAIXA no Piauí, Hérbert Buenos Aires de Carvalho, e a presidenta da Fundação Museu do Homem Americano (Fundham), a arqueóloga Niede Guidon, assinaram o contrato de patrocínio no valor de R$ 498.500 para o projeto “Atualizacao do Museu do Homem Americano”. O desembolso dos recursos acontece em três parcelas e deve ser totalmente concluído até o início de julho.
O projeto “Atualização do Museu do Homem Americano”, proposto pela FUNDHAM, sediada em São Raimundo Nonato/PI, tem como objetivo atualizar a exposição permanente do Museu do Homem Americano, incluindo as descobertas científicas posteriores à sua criação, especialmente relacionadas à arte rupestre, utilizando novas tecnologias.
Uma das novidades é o “Salão Watchout”, espaço em que uma estrutura de tecnológica projetará imagens das pinturas rupestres que poderão ser substituídas sempre que houver novas descobertas. “O Museu têm sido atualizado cada vez que novas descobertas exigem que a exposição mostre os novos resultados. Mas a seção de pinturas rupestres é a mesma, desde a abertura do Museu, há 10 anos”, disse Niéde Gidon. “Novos sítios com pinturas extraordinariamente belas foram descobertos e elas não são mostradas. Além disso, a tecnologia avançou muito e hoje é possível fazer essa exposição com projetores. Deste modo, a exposição ganha vida e pode ser atualizada sempre, sem novas despesas”, completou a arqueóloga.
Em 2005, a FUNDHAM foi selecionada por este mesmo programa com o projeto “500 Séculos de história na Serra da Capivara” quando recebeu R$ 199.800,00. Os recursos foram utilizados na classificação, armazenamento, marcação, realização de levantamento fotográfico de pinturas e gravuras rupestres e digitalização da informação de uma grande parte do acervo arqueológico do Parque Nacional da Serra da Capivara.
A CAIXA Cultural divulgou no início do ano o resultado da seleção do Programa CAIXA de Revitalização do Patrimônio Histórico e Cultural Brasileiro e do Programa CAIXA de Adoção de Entidades Culturais. Ao todo, a CAIXA irá patrocinar, durante o ano de 2009, 39 projetos em todo o Brasil, com valor aproximado de R$ 6 milhões.
O Programa CAIXA de Revitalização do Patrimônio Histórico e Cultural Brasileiro selecionou oito projetos, entre as regiões Norte (Pará), Nordeste (Ceará), Sul (Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina) e Sudeste (Minas Gerais e Rio de Janeiro). Esse programa é voltado a projetos que visem a restauração, adaptação e modernização arquitetônica do patrimônio cultural brasileiro.
Mais 31 projetos foram selecionados para o Programa CAIXA de Adoção de Entidades Culturais, que disponibilizará o valor total de R$ 4 milhões, contemplando as regiões Norte (Pará), Nordeste (Bahia, Ceará, Pernambuco e Piauí), Sul (Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina), Sudeste (Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo) e Centro-Oeste (Goiás). O Programa CAIXA de Adoção de Entidades Culturais patrocina, por no máximo 18 meses, projetos que deverão ser iniciados ainda este ano e que visem à promoção, a preservação e a divulgação de acervos.
Parque Nacional – O Museu do Homem Americano localiza-se no município de São Raimundo Nonato, a 576 km ao sul da capital piauiense. Fica incrustado no Parque Nacional da Serra da Capivara, área de preservação criada para proteger o mais importante patrimônio pré-histórico do Brasil. Trata-se de um parque arqueológico com uma riqueza de vestígios que se conservaram durante milênios, devido à existência de um equilíbrio ecológico.

Carlos Rocha

O Superintendente Regional da CAIXA no Piauí, Hérbert Buenos Aires de Carvalho, e a presidenta da Fundação Museu do Homem Americano (Fundham), a arqueóloga Niede Guidon, assinaram o contrato de patrocínio no valor de R$ 498.500 para o projeto “Atualizacao do Museu do Homem Americano”. O desembolso dos recursos acontece em três parcelas e deve ser totalmente concluído até o início de julho.

O projeto “Atualização do Museu do Homem Americano”, proposto pela FUNDHAM, sediada em São Raimundo Nonato/PI, tem como objetivo atualizar a exposição permanente do Museu do Homem Americano, incluindo as descobertas científicas posteriores à sua criação, especialmente relacionadas à arte rupestre, utilizando novas tecnologias.

Uma das novidades é o “Salão Watchout”, espaço em que uma estrutura de tecnológica projetará imagens das pinturas rupestres que poderão ser substituídas sempre que houver novas descobertas. “O Museu têm sido atualizado cada vez que novas descobertas exigem que a exposição mostre os novos resultados. Mas a seção de pinturas rupestres é a mesma, desde a abertura do Museu, há 10 anos”, disse Niéde Gidon. “Novos sítios com pinturas extraordinariamente belas foram descobertos e elas não são mostradas. Além disso, a tecnologia avançou muito e hoje é possível fazer essa exposição com projetores. Deste modo, a exposição ganha vida e pode ser atualizada sempre, sem novas despesas”, completou a arqueóloga.

Em 2005, a FUNDHAM foi selecionada por este mesmo programa com o projeto “500 Séculos de história na Serra da Capivara” quando recebeu R$ 199.800,00. Os recursos foram utilizados na classificação, armazenamento, marcação, realização de levantamento fotográfico de pinturas e gravuras rupestres e digitalização da informação de uma grande parte do acervo arqueológico do Parque Nacional da Serra da Capivara.

A CAIXA Cultural divulgou no início do ano o resultado da seleção do Programa CAIXA de Revitalização do Patrimônio Histórico e Cultural Brasileiro e do Programa CAIXA de Adoção de Entidades Culturais. Ao todo, a CAIXA irá patrocinar, durante o ano de 2009, 39 projetos em todo o Brasil, com valor aproximado de R$ 6 milhões.

O Programa CAIXA de Revitalização do Patrimônio Histórico e Cultural Brasileiro selecionou oito projetos, entre as regiões Norte (Pará), Nordeste (Ceará), Sul (Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina) e Sudeste (Minas Gerais e Rio de Janeiro). Esse programa é voltado a projetos que visem a restauração, adaptação e modernização arquitetônica do patrimônio cultural brasileiro.

Mais 31 projetos foram selecionados para o Programa CAIXA de Adoção de Entidades Culturais, que disponibilizará o valor total de R$ 4 milhões, contemplando as regiões Norte (Pará), Nordeste (Bahia, Ceará, Pernambuco e Piauí), Sul (Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina), Sudeste (Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo) e Centro-Oeste (Goiás). O Programa CAIXA de Adoção de Entidades Culturais patrocina, por no máximo 18 meses, projetos que deverão ser iniciados ainda este ano e que visem à promoção, a preservação e a divulgação de acervos.

Parque Nacional – O Museu do Homem Americano localiza-se no município de São Raimundo Nonato, a 576 km ao sul da capital piauiense. Fica incrustado no Parque Nacional da Serra da Capivara, área de preservação criada para proteger o mais importante patrimônio pré-histórico do Brasil. Trata-se de um parque arqueológico com uma riqueza de vestígios que se conservaram durante milênios, devido à existência de um equilíbrio ecológico.





7ª Semana Nacional de Museus conta com mais de dois mil eventos

15 05 2009
7ª Semana Nacional de Museus conta com mais de dois mil eventos
Carlos Rocha
Entre os dias 17 e 23 de maio será realizada a 7ª Semana Nacional de Museus, dando aos museus brasileiros mais oportunidades de tornarem reconhecido seu potencial, sua atratividade, pluralidade e diversidade cultural.
Na edição deste ano, que tem como tema Museus e Turismo, foram registrados 2.020 eventos em 615 instituições de todas as regiões do país.
A programação dos eventos conta com diversas atividades: projetos educativos e culturais, visitas monitoradas gratuitas, palestras, seminários, projeções de filmes, oficinas, apresentações teatrais, espetáculos, gincanas e inúmeras outras atrações.
“A Semana Nacional de Museus é uma clara demonstração da potência, da atualização e do desenvolvimento do campo museal brasileiro, bem como da importância de se investir na relação Museus e Turismo. Um belo exemplo é o Programa de Qualificação dos Museus, desenvolvido em parceria com o Ministério do Turismo,” declara o diretor do Departamento de Museus e Centros Culturais do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Demu/Iphan), José do Nascimento Júnior.
Promovida desde 2003 pelo Departamento de Museus e Centros Culturais do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Demu/Iphan) e pela Associação Brasileira de Museologia (ABM), a Semana Nacional de Museus tem o propósito de integrar os museus brasileiros e intensificar sua relação com a sociedade.
Veja a programação no Piauí
– ALTO LONGÁ – PI –
Museu do vaqueiro de Alto-Longá – Casa
Antonio Cabral
tel: (86) 2356-1433 (R. 13 de maio 143)
18/05/2009
• Palestra – Museus e Turismo – 09h às 11h
• Visitação – Palestra – 09h às 11h
41
23/05/2009
• Exibição de filmes e visitas guiadas – 09h às 12h
– FLORIANO – PI –
Museu de Arte Folclórica do Nordeste
tel: (89) 3522 0804 (Rodovia PI 05, 2747)
19 a 22/05/2009
• Exibição de curta-metragem produzidos pelo Pontão de
Cultura “Cultura viva ao alcance de todos”
09h às 17h
– PICOS – PI –
Museu Ozildo Albano
tel: (89) 3422-2146 (Pça Josino Ferreira, 404 – centro)
18 a 22/05/2009
• Comemoração – Arte Viva, Exposição Memória
Fotográfica de Picos, visitas guiadas, Lançamento de livro,
palestra – 08h às 23h
– TERESINA – PI –
Museu do Piauí
tel: (86) 3221-6027 (Pça Marechal Deodoro da Fonseca,
s/nº – Centro )
18/05/2009
• Abertura da exposição “Arte Regional” e mesa redonda:
O potencial turístico dos Museus
08h30 às 17h30
19 a 21/05/2009
• Oficina de Capacitação: Museus e Turismo
08h30 às 17h
22/05/2009
• Apresentação de trabalhos científicos sobre o Museu
do Piauí e visitas guiadas – 08h30 às 17h
– VALENÇA DO PIAUÍ – PI –
Museu Municipal de Valença
tel: (89) 3465-2207 (R. Eurípedes MArtins, n°548, centro)
17/05/2009
• Exposição – Abertura da Semana Nacional de Museus:
Visitação à Exposição “Pedação da História’’
9h30 às 11h
19 a 22/05/2009
• Exposição fotográfica: “Momentos Valencianos”, das
fotógrafas: Kindow e Zulaide – 09h às 17h
20/05/2009
• Palestra – “O papel do Museu para criação da
Identidade Cultural”, com o Prof. Antonio José
Mambenga – 16h às 18h

Carlos Rocha

Entre os dias 17 e 23 de maio será realizada a 7ª Semana Nacional de Museus, dando aos museus brasileiros mais oportunidades de tornarem reconhecido seu potencial, sua atratividade, pluralidade e diversidade cultural.

Na edição deste ano, que tem como tema Museus e Turismo, foram registrados 2.020 eventos em 615 instituições de todas as regiões do país.

A programação dos eventos conta com diversas atividades: projetos educativos e culturais, visitas monitoradas gratuitas, palestras, seminários, projeções de filmes, oficinas, apresentações teatrais, espetáculos, gincanas e inúmeras outras atrações.

“A Semana Nacional de Museus é uma clara demonstração da potência, da atualização e do desenvolvimento do campo museal brasileiro, bem como da importância de se investir na relação Museus e Turismo. Um belo exemplo é o Programa de Qualificação dos Museus, desenvolvido em parceria com o Ministério do Turismo,” declara o diretor do Departamento de Museus e Centros Culturais do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Demu/Iphan), José do Nascimento Júnior.

Promovida desde 2003 pelo Departamento de Museus e Centros Culturais do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Demu/Iphan) e pela Associação Brasileira de Museologia (ABM), a Semana Nacional de Museus tem o propósito de integrar os museus brasileiros e intensificar sua relação com a sociedade.

Veja a programação no Piauí

– ALTO LONGÁ – PI –

Museu do vaqueiro de Alto-Longá – Casa Antonio Cabral tel: (86) 2356-1433 (R. 13 de maio 143)

18/05/2009

• Palestra – Museus e Turismo – 09h às 11h

• Visitação – Palestra – 09h às 11h

23/05/2009

• Exibição de filmes e visitas guiadas – 09h às 12h

– FLORIANO – PI –

Museu de Arte Folclórica do Nordeste tel: (89) 3522 0804 (Rodovia PI 05, 2747)

19 a 22/05/2009

• Exibição de curta-metragem produzidos pelo Pontão de Cultura “Cultura viva ao alcance de todos” 09h às 17h

– PICOS – PI –

Museu Ozildo Albano tel: (89) 3422-2146 (Pça Josino Ferreira, 404 – centro)

18 a 22/05/2009

• Comemoração – Arte Viva, Exposição Memória Fotográfica de Picos, visitas guiadas, Lançamento de livro, palestra – 08h às 23h

– TERESINA – PI –

Museu do Piauí tel: (86) 3221-6027 (Pça Marechal Deodoro da Fonseca, s/nº – Centro )

18/05/2009

• Abertura da exposição “Arte Regional” e mesa redonda: O potencial turístico dos Museus 08h30 às 17h30

19 a 21/05/2009

• Oficina de Capacitação: Museus e Turismo 08h30 às 17h

22/05/2009

• Apresentação de trabalhos científicos sobre o Museu do Piauí e visitas guiadas – 08h30 às 17h

– VALENÇA DO PIAUÍ – PI –

Museu Municipal de Valença tel: (89) 3465-2207 (R. Eurípedes MArtins, n°548, centro)

17/05/2009

• Exposição – Abertura da Semana Nacional de Museus: Visitação à Exposição “Pedação da História’’

9h30 às 11h

19 a 22/05/2009

• Exposição fotográfica: “Momentos Valencianos”, das fotógrafas: Kindow e Zulaide – 09h às 17h

20/05/2009

• Palestra – “O papel do Museu para criação da Identidade Cultural”, com o Prof. Antonio José Mambenga – 16h às 18h





Prêmio de Apoio a Pequenos Eventos Culturais

12 05 2009
Prêmio de Apoio a Pequenos Eventos Culturais
Carlos Rocha
O Ministério da Cultura (MinC), representado pela Secretaria de Programas e Projetos Culturais (SPPC), recebe, até 30 de maio, inscrições para o Prêmio de Apoio a Pequenos Eventos Culturais. Serão distribuídos 40 prêmios, divididos em três categorias, que somam um investimento de R$ 750 mil. Para se inscrever, o evento cultural dos proponentes deve ter orçamento inferior a R$ 50 mil e se realizar entre março e dezembro de 2009.
Na categoria Pontos de Cultura e/ou organizações não-governamentais sem fins lucrativos, dez projetos selecionados receberão o prêmio de R$ 10 mil, cinco de R$ 25 mil e outros cinco de R$ 50 mil cada. A segunda categoria é a dos agrupamentos sociais informais. Nela serão distribuídos dez prêmios de R$ 10 mil e três de R$ 25 mil cada. Na última categoria, destinada a pessoas físicas da área cultural que tenham um termo de parceria firmado com algum Ponto de Cultura, cinco projetos ganharão o prêmio de R$ 10 mil e outros dois, de R$ 25 mil cada.

Carlos Rocha

O Ministério da Cultura (MinC), representado pela Secretaria de Programas e Projetos Culturais (SPPC), recebe, até 30 de maio, inscrições para o Prêmio de Apoio a Pequenos Eventos Culturais. Serão distribuídos 40 prêmios, divididos em três categorias, que somam um investimento de R$ 750 mil. Para se inscrever, o evento cultural dos proponentes deve ter orçamento inferior a R$ 50 mil e se realizar entre março e dezembro de 2009.

Na categoria Pontos de Cultura e/ou organizações não-governamentais sem fins lucrativos, dez projetos selecionados receberão o prêmio de R$ 10 mil, cinco de R$ 25 mil e outros cinco de R$ 50 mil cada. A segunda categoria é a dos agrupamentos sociais informais. Nela serão distribuídos dez prêmios de R$ 10 mil e três de R$ 25 mil cada. Na última categoria, destinada a pessoas físicas da área cultural que tenham um termo de parceria firmado com algum Ponto de Cultura, cinco projetos ganharão o prêmio de R$ 10 mil e outros dois, de R$ 25 mil cada.





Show da Solidariedade acontece nesta segunda

11 05 2009
Show da Solidariedade acontece nesta segunda
FCMC
Diversas personalidades do circuito artístico-cultural de Teresina já confirmaram sua participação no Show da Solidariedade, que acontece nesta segunda-feira (dia 11), a partir das 20 horas, no Theatro 4 de Setembro. Realizado pela Prefeitura de Teresina através da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, o show vai arrecadar donativos para as famílias vítimas da enchente na capital.
Dentre os nomes já confirmados, estão o Balé da Cidade de Teresina, grupo Valor de PI, Carol Costa, Erisvaldo Borges, Wilker Marques, Luiza Miranda, Vanda Queiroz, Rosinha Amorim, Gilson Fernando, Beto Boreno e convidados. A noite será beneficiente e a entrada será mediante a doação de alimentos não-perecíveis, lençóis, roupas, sapatos, cobertores, leite em pó, produtos de higiene, etc. “Não vamos estipular quantidades ou produtos. Toda doação será bem recebida”, acrescenta Cineas Santos, presidente da Fundação Monsenhor Chaves.
Os produtos arrecadados serão entregues para a Semtcas (Secretaria Municipal de Trabalho, Cidadania e Assistência Social), que possui o cadastro das famílias atingidas pela enchente e o sistema para entrega dos donativos. “Vamos pensar ainda em outras ações para arrecadar mais donativos”, destaca Cineas Santos.

FCMC

Diversas personalidades do circuito artístico-cultural de Teresina já confirmaram sua participação no Show da Solidariedade, que acontece nesta segunda-feira (dia 11), a partir das 20 horas, no Theatro 4 de Setembro. Realizado pela Prefeitura de Teresina através da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, o show vai arrecadar donativos para as famílias vítimas da enchente na capital.

Dentre os nomes já confirmados, estão o Balé da Cidade de Teresina, grupo Valor de PI, Carol Costa, Erisvaldo Borges, Wilker Marques, Luiza Miranda, Vanda Queiroz, Rosinha Amorim, Gilson Fernando, Beto Boreno e convidados. A noite será beneficiente e a entrada será mediante a doação de alimentos não-perecíveis, lençóis, roupas, sapatos, cobertores, leite em pó, produtos de higiene, etc. “Não vamos estipular quantidades ou produtos. Toda doação será bem recebida”, acrescenta Cineas Santos, presidente da Fundação Monsenhor Chaves.

Os produtos arrecadados serão entregues para a Semtcas (Secretaria Municipal de Trabalho, Cidadania e Assistência Social), que possui o cadastro das famílias atingidas pela enchente e o sistema para entrega dos donativos. “Vamos pensar ainda em outras ações para arrecadar mais donativos”, destaca Cineas Santos.





Vaticano pede que fiéis não vejam “Anjos e Demônios”

11 05 2009
Vaticano pede que fiéis não vejam “Anjos e Demônios”
Folha On Line
O diretor Ron Howard, 55, aprende com seus erros. Após fazer “O Código Da Vinci”, adaptação do livro de Dan Brown, e ser um fracasso de crítica, ele adapta “Anjos e Demônios” –que estreia no Brasil no dia 15–, do mesmo autor, com mais ação, ritmo muito mais acelerado e, surpreendentemente, nenhum sexo.
Howard e os roteiristas David Koepp e Akiva Goldsman cortaram, fundiram personagens e reescreveram uma boa parte do final. “Faz parte de uma adaptação ter de escolher. Fazendo uma autocrítica, diria que fui muito devotado ao original em “Código Da Vinci”. Neste filme resolvi mudar mais. E, depois de tantos comentários, achamos que Robert Langdon podia ganhar um corte de cabelo”, diz o diretor, em evento de lançamento europeu. “Isso foi meu maior desafio”, brinca Tom Hanks, 52.
Ele está novamente no papel do simbologista de Harvard Robert Langdon, que é chamado para desvendar os mistérios em torno de uma série de assassinatos. Um extremista sequestra e mata de hora em hora quatro cardeais cotados para a vaga aberta com a morte do papa. À meia-noite, uma bomba vai explodir dentro do Vaticano durante esse conclave.
Brown aprovou as mudanças: “Foi interessante testemunhar o processo de transformar um texto denso num thriller inteligente e de rápida diversão, mas nada foi feito pensando em agradar aos católicos”.
O filme mantém acesa a polêmica com a Igreja Católica, sempre presente no que concerne ao autor americano.
No dia seguinte à sessão na capital italiana, o bispo Antonio Rosario Mennonna, de 102 anos, entrou com uma denúncia na Procuradoria de Roma e de Potenza, chamando o filme de “difamatório e ofensivo aos valores da igreja e ao prestígio da Santa Sé” e conclamando os fiéis católicos a não irem vê-lo.
O líder da Liga Católica nos EUA, William Donohue, disse que Hollywood “inventou uma história para difamar a igreja” e classificou o filme de “anticatólico”. Ron Howard agradeceu e disse que esse tipo de polêmica ajuda no marketing.
Durante as filmagens, o longa teve negado acesso a várias partes do Vaticano, que foram recriadas em estúdio em Los Angeles. “Não esperava cooperação”, diz o diretor. “Nunca estive no cartão de Natal da igreja, mas esse ataque acontece sem ninguém ter visto o filme”.
O diretor convidou representantes da igreja para assistir, “mas todos declinaram”. O astro de US$ 20 milhões Tom Hanks fez uma espécie de “anticampanha”. “Se você acha que o filme vai atacar sua fé, simplesmente não vá ao cinema. Nós imploramos, por favor, não vá”, disse em tom jocoso.
Uma festa que estava programada para acontecer em Roma foi cancelada por interferência extraoficial do Vaticano. “Foi deixado claro por alguns canais que a igreja não aprovava aquilo”, disse o diretor.
Sem beijo
Vivida pela israelense Ayelet Zurer, a mocinha foi transformada em uma mulher mais realista. A atriz diz que no livro Vittoria Vetra parecia uma “super-heroína”: “Afinal, ela é muito inteligente, contesta Einstein e ainda é sexy”.
Na versão cinematográfica, ela é “uma mulher que você consegue encontrar na rua”.
Talvez por isso ela não tenha encantado Langdon, com o qual não tem nenhuma cena romântica. Hanks relativiza: “Nas 24 horas em que se passa o filme eles não conseguiriam achar tempo para um beijo.
Pensamos em mudar a locação de uma das mortes para um hotel onde eles pudessem transar, ou um carro grande, como um Alfa Romeo, mas não ficou bom no roteiro”, ri ele.

Folha On Line

O diretor Ron Howard, 55, aprende com seus erros. Após fazer “O Código Da Vinci”, adaptação do livro de Dan Brown, e ser um fracasso de crítica, ele adapta “Anjos e Demônios” –que estreia no Brasil no dia 15–, do mesmo autor, com mais ação, ritmo muito mais acelerado e, surpreendentemente, nenhum sexo.

Howard e os roteiristas David Koepp e Akiva Goldsman cortaram, fundiram personagens e reescreveram uma boa parte do final. “Faz parte de uma adaptação ter de escolher. Fazendo uma autocrítica, diria que fui muito devotado ao original em “Código Da Vinci”. Neste filme resolvi mudar mais. E, depois de tantos comentários, achamos que Robert Langdon podia ganhar um corte de cabelo”, diz o diretor, em evento de lançamento europeu. “Isso foi meu maior desafio”, brinca Tom Hanks, 52.

Ele está novamente no papel do simbologista de Harvard Robert Langdon, que é chamado para desvendar os mistérios em torno de uma série de assassinatos. Um extremista sequestra e mata de hora em hora quatro cardeais cotados para a vaga aberta com a morte do papa. À meia-noite, uma bomba vai explodir dentro do Vaticano durante esse conclave.

Brown aprovou as mudanças: “Foi interessante testemunhar o processo de transformar um texto denso num thriller inteligente e de rápida diversão, mas nada foi feito pensando em agradar aos católicos”.

O filme mantém acesa a polêmica com a Igreja Católica, sempre presente no que concerne ao autor americano.

No dia seguinte à sessão na capital italiana, o bispo Antonio Rosario Mennonna, de 102 anos, entrou com uma denúncia na Procuradoria de Roma e de Potenza, chamando o filme de “difamatório e ofensivo aos valores da igreja e ao prestígio da Santa Sé” e conclamando os fiéis católicos a não irem vê-lo.

O líder da Liga Católica nos EUA, William Donohue, disse que Hollywood “inventou uma história para difamar a igreja” e classificou o filme de “anticatólico”. Ron Howard agradeceu e disse que esse tipo de polêmica ajuda no marketing.

Durante as filmagens, o longa teve negado acesso a várias partes do Vaticano, que foram recriadas em estúdio em Los Angeles. “Não esperava cooperação”, diz o diretor. “Nunca estive no cartão de Natal da igreja, mas esse ataque acontece sem ninguém ter visto o filme”.

O diretor convidou representantes da igreja para assistir, “mas todos declinaram”. O astro de US$ 20 milhões Tom Hanks fez uma espécie de “anticampanha”. “Se você acha que o filme vai atacar sua fé, simplesmente não vá ao cinema. Nós imploramos, por favor, não vá”, disse em tom jocoso.

Uma festa que estava programada para acontecer em Roma foi cancelada por interferência extraoficial do Vaticano. “Foi deixado claro por alguns canais que a igreja não aprovava aquilo”, disse o diretor.

Sem beijo

Vivida pela israelense Ayelet Zurer, a mocinha foi transformada em uma mulher mais realista. A atriz diz que no livro Vittoria Vetra parecia uma “super-heroína”: “Afinal, ela é muito inteligente, contesta Einstein e ainda é sexy”.

Na versão cinematográfica, ela é “uma mulher que você consegue encontrar na rua”.

Talvez por isso ela não tenha encantado Langdon, com o qual não tem nenhuma cena romântica. Hanks relativiza: “Nas 24 horas em que se passa o filme eles não conseguiriam achar tempo para um beijo.

Pensamos em mudar a locação de uma das mortes para um hotel onde eles pudessem transar, ou um carro grande, como um Alfa Romeo, mas não ficou bom no roteiro”, ri ele.

Comentário meu sobre o pedido do Vaticano: kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk