FAQ

29 01 2008

Ajude-nos a melhorar esse espaço. Mande um e-mail para hiperestante@gmail.com, com sua sugestão, crítica ou assunto que você gostaria que publicássemos.

Aguardamos sua colaboração.

Equipe Hiperestante

Anúncios




Máfia do Harlem

29 01 2008

O comentado “American Gangster” (que em português se chama “O Gângster”) já está em cartaz em Teresina. Com uma história que em um determinado momento é arrastada e, a partir de um determinado ponto fica como se alguém apertasse na tecla de câmera rápida, o filme trata do tráfico de heroína na década de 70, com uma engrenagem que faria inveja aos estrategistas militares que estavam na Guerra do Vietnã na mesma época.

Estrelado por Denzel Washington, no papel de Frank Lucas e Russel Crowe como Richie Roberts o filme possui um começo cansativo, mas tem ritmo mais acelerado no final e se mostra como muito bom. O filme é a história do rei da heroína Frank Lucas, como este é levado à Justiça e como colabora para prender outros traficantes e policiais corruptos. Na primeira metade do filme que parece meio arrastada é mostrada a história de Frank Lucas, como ele se estabelece como traficante e domina o Harlem Nova-iorquino.
 
É uma narrativa de maneira quase a dar um perfil explicativo de Frank Lucas e Richie Roberts, para que se possa acompanhar toda a rapidez da segunda metade. Às vezes isso tudo é tão meticuloso que chega a dar sono, mas importante para não se fixar em dualismos primitivos como em outros filmes. Definitivamente não dá para pensar em bem e mal dentro de American Gangster, porque ambos podem ser mais chamados de humanos dentro de suas qualidades e defeitos.

Em cenas intercaladas é mostrada também a história de Richie Roberts como a ovelha negra, por ser honesto dentro da polícia corrupta americana. A família de ambos também é bastante valorizada, tanto a desestruturada família de Richie Roberts e como Frank Lucas se mostra como arrimo de família. Um não é um simples policial e o outro não é um simples traficante.

Não é um filme daqueles de muita pancadaria e efeitos tecnológicos. Na realidade pode-se dizer que American Gangster está mais para um filme sobre máfias porque é muito meticuloso.

Por Carlos Rocha